A ONU realizou neste mês um painel para discutir um aspecto menos conhecido da crise dos refugiados na Europa: os pedidos de refúgio baseados em orientação sexual. Ser perseguido por ser gay pode ser tão cruel quanto a perseguição política. A proteção internacional para homossexuais, porém, é muito menor.