Depois de uma semana, a contagem das vítimas do terremoto que abalou o Equador chega a 646 mortos, mais de 12 mil feridos e 113 pessoas que seguem desaparecidas. Há ainda 26 mil desabrigados.