“Toda despesa, tem que haver uma receita, o governo federal mandou o aumento mas não mandou o recurso até o momento. Quanto a pessoa que perguntou, pergunte se ela sabe o que foi feito dos 3 meses de salários atrasados dos professores que a ex-prefeita Bernadete deixou em 2004”, escreveu Otsuka ao responder o questionamento da vereadora Elisabeth Nogueira (PV) sobre o reajuste salarial de 11,36% dos profissionais da educação.

Veja na integra a mensagem enviada pela vereadora Elisabeth Nogueira

Boa dia, Senhor Prefeito!  Gostaria de receber esclarecimentos acerca da não concessão do reajuste de 11,36% dos professores este ano.

Bem sei que o país passa por um período difícil em vários aspectos, em especial na economia, porém apenas argumentos a grupos de professores não são suficientes para nos convencer de que não há recursos para este fim. Professores de uma maneira geral pagam para trabalhar.

E a fim de manter a minha dignidade e de minha família, sujeito-me a assumir mais uma matrícula na rede estadual, tendo em vista que ainda acredito no poder transformacional da educação na vida dos nossos jovens. Mas, Senhor Prefeito, tá difícil acreditar que a educação é sua prioridade.

Apelo aos céus para que reveja as contas e conceda o nosso reajuste o mais rápido possível, bem como nossas mudanças de referência conforme a Lei dos Educadores prevê.

otuska-responde-vereadora-elisabeth