Delcídio do Amaral foi cassado ontem em razão de seu envolvimento com o escândalo da Petrobras. É o terceiro senador a perder o mandato pelas mãos dos colegas desde a redemocratização do país. Antes dele, Luiz Estêvão e Demóstenes Torres foram tirados do cargo.

Ex-líder do governo no Senado, Delcídio se transformou em peça central na crise política atual. Apesar das acusações que ele fez ao fechar delação premiada com a Lava Jato não estarem diretamente ligadas ao impeachment (que trata de manobras fiscais), seus relatos ajudaram a agravar o clima contra Dilma.